Você está aqui

Tadjiquistão

Técnico de laboratório de MSF analisa amostra de escarro no hospital nacional pediátrico de tuberculose em Dushanbe, no Tadjiquistão. (Foto: Joosarang Lee/MSF)
Tadjiquistão
Paises em que MSF atua

No Tadjiquistão, Médicos Sem Fronteiras (MSF) trabalha em parceria com o Ministério da Saúde para detectar e tratar a tuberculose pediátrica (TB). As formas resistentes a medicamentos da doença continuam sendo um desafio clínico e operacional.

As crianças são particularmente vulneráveis à TB e as formas pediátricas da doença são especialmente difíceis de diagnosticar e tratar. Em Dushanbe, apoiamos o Ministério da Saúde na prestação de tratamento para tuberculose pediátrica e familiar, com foco na tuberculose resistente a medicamentos (TB-DR).

Nosso modelo de cuidado inovador e centrado no paciente inclui rastreamento e teste de contatos, fornecimento de fórmulas adequadas para crianças, implementação de novos fármacos, regimes mais curtos e estratégias para melhorar a adesão, como a terapia acompanhada pela família, uma prática em que um membro da família observa se o paciente está tomando todas as doses de seu medicamento. Em 2019, em Dushanbe, 40 dos 46 pacientes pediátricos iniciaram o tratamento de TB-DR, beneficiando-se do regime sem injeção. Os seis pacientes restantes interromperam as injeções nos primeiros meses de tratamento para seguir regimes totalmente orais. No final do ano, 77 pacientes, incluindo 49 crianças, três dos quais estavam em tratamento antes de 2019, continuaram com o tratamento. A maioria (96%) estava sendo tratada com medicamentos mais novos.

Até março de 2020, planejamos transferir nossas atividades médicas do projeto de HIV no distrito de Kulob para o Ministério da Saúde. O projeto chamou a atenção com sucesso para o HIV pediátrico, especialmente para a forma de infecção hospitalar. No início de 2019, nas escolas de Dushanbe e Kulob, 110.040 alunos (ou seus pais) consentiram em fazer o teste de HIV. Vinte dos 80 pacientes recém-identificados eram de Kulob e posteriormente iniciaram o tratamento antirretroviral. MSF implementou a prática de apresentação do status do HIV em crianças e, no final de 2019, mais de 80% das crianças do grupo tiveram seu status apresentados.

MSF atua no país desde 1997.

Dados de 2019.
 

Pacientes que começaram o tratamento para TB
Pacientes que começaram o tratamento para TB resistente a medicamentos
190
58

MSF usa cookies neste site para melhorar sua experiência.
Saiba mais na

Política de Privacidade. Aceitar