Você está aqui

Senegal

Foto: Mario Fawaz/MSF
Senegal
Paises em que MSF atua

Quando a epidemia de COVID-19 atingiu o Senegal, Médicos Sem Fronteiras (MSF) mobilizou uma equipe de resposta no país pela primeira vez para ajudar no atendimento ao paciente, vigilância epidemiológica e promoção da saúde.

Em março, nossa equipe do escritório regional de MSF na capital, Dakar, que apoia as operações na África Ocidental e Central, se reuniu para auxiliar na resposta de COVID-19 no Senegal. Realizamos atividades em Guédiawaye, subúrbio norte de Dakar, e trabalhamos com parceiros nacionais e regionais para nos prepararmos para um aumento no número de pacientes gravemente enfermos e melhorar a comunicação acerca do vírus.

Essas atividades continuaram até o final de setembro, quando vimos uma clara redução tanto na transmissão quanto na gravidade dos casos.

No hospital Dalal Jamm, apoiamos um centro de tratamento à COVID-19 com 200 leitos. À medida que começamos a ver um aumento nos casos complexos, aumentamos a capacidade para atender pacientes que necessitavam de oxigenoterapia. Também trabalhamos para melhorar a gestão do atendimento ao paciente, bem como medidas de prevenção e controle de infecções.  

Além disso, realizamos atividades de envolvimento comunitário e promoção da saúde em nível distrital em Guédiawaye, um dos subúrbios mais densamente povoados de Dakar. Colaboramos com a equipe nacional de resposta em atividades de prevenção nas comunidades, onde coletamos feedback a fim de divulgar mensagens para combater o medo, a desinformação e o estigma acerca do vírus.

A vigilância comunitária foi um componente fundamental na resposta. Nossa equipe de epidemiologistas trabalhou com outras entidades nacionais e regionais para fortalecer a vigilância de casos, apoiando a análise de dados para melhor compreender a pandemia.

A experiência deste primeiro projeto no Senegal foi implementada durante nossos projetos de resposta COVID-19 em outros países da África Ocidental e Central, incluindo Camarões, Níger e Burkina Faso.

MSF usa cookies neste site para melhorar sua experiência.
Saiba mais na

Política de Privacidade. Aceitar