Você está aqui

Nigéria: MSF supera desafios de segurança para tratar crianças no estado de Borno

07/03/2021
Devido ao contexto de insegurança, as comunidades locais enfrentam um acesso extremamente limitado a cuidados de saúde básicos
Nigéria: MSF supera desafios de segurança para tratar crianças no estado de Borno

Foto: Abdulkareem Yakubu/MSF

Dusuman é uma comunidade fora de Maiduguri, capital do estado de Borno, no nordeste da Nigéria. Próximo dela está o bairro de Zabarmari, onde dezenas de produtores de arroz foram decapitados em novembro de 2020 - um ato brutal pelo qual o grupo comumente conhecido como Boko Haram assumiu a responsabilidade. Os militares nigerianos estão lutando para retomar o controle do território dentro do estado de Borno como um todo, mas muitas áreas, como Dusuman, permanecem inseguras. Isso torna difícil, senão impossível, fornecer às pessoas assistência humanitária e cuidados médicos.

Apesar dos desafios de segurança significativos para trabalhar fora das principais cidades do estado de Borno, equipes de Médicos Sem Fronteiras (MSF) têm mantido clínicas móveis para fornecer cuidados básicos de saúde a crianças com menos de 16 anos em vários locais fora de Maiduguri, como Dusuman, Musari e o acampamento Ahmed Grema para pessoas deslocadas em Shuwari.

As pessoas nessas localidades têm acesso muito limitado a cuidados médicos, pois as poucas clínicas locais existentes carecem de medicamentos essenciais; elas também cobram por seus serviços, algo fora do alcance da maioria das pessoas.

Aisha, mãe de quatro filhos, foi deslocada de sua casa há cinco anos e vive em Dusuman desde então. Quando seu filho Yahaya, de 12 anos, adoeceu com febre e tosse, ela o levou à clínica móvel de MSF.

“Yahaya está doente há quase uma semana”, diz Aisha, “mas não o levei à clínica em nossa comunidade porque os remédios muitas vezes não estão disponíveis, ou, quando estão, temos de pagar por eles, e a maioria de nós aqui não pode se dar ao luxo de fazer isso.”

Aisha diz que gostaria que houvesse uma presença mais constante de organizações não governamentais na região, para fornecer às pessoas cuidados médicos gratuitos. “Se possível, gostaríamos de ter uma presença permanente em nossa comunidade, para fornecer serviços de saúde gratuitos para nós e para as pessoas dos povoados vizinhos”, afirma.

Entre meados de agosto e dezembro de 2020, a equipe móvel de MSF forneceu um total de 6.881 consultas para crianças que moravam em vilarejos fora de Maiduguri. A equipe de MSF testou 6.463 crianças para malária e tratou 2.260 crianças com a doença, encaminhando 18 delas para o hospital. A equipe também tratou 71 crianças com desnutrição aguda grave e 190 crianças com desnutrição aguda moderada.

Alguns bairros, como Zabarmari, são muito inseguros para visitas da equipe móvel de MSF. Nessa situação, MSF emprega um método simples, mas eficaz, para fornecer cuidados de saúde essenciais às crianças. A equipe treina uma pessoa da vizinhança para realizar testes rápidos de malária e triagem nutricional e para dar a medicação apropriada ou, se a condição de uma criança for grave ou difícil de determinar, para encaminhá-la a um hospital de MSF na capital. Desta forma, as crianças que vivem em aldeias de difícil acesso têm acesso a cuidados básicos de saúde todos os dias, a qualquer hora que precisem.

“Como não podemos trabalhar diretamente em Zabarmari, envolvemos membros da comunidade e os treinamos para realizar tarefas básicas, como testar e tratar a malária”, disse Isa Ibrahim, que coordena a equipe móvel de MSF. “Eles encaminham os pacientes que precisam de tratamento adicional para os hospitais Gwange ou Fori, em Maiduguri.”

Agora que a temporada de pico da malária no estado de Borno acabou, a equipe móvel de MSF encerrou suas atividades, mas pode reiniciá-las nos próximos meses, dependendo do contexto de segurança e das necessidades médicas dessas pessoas.

MSF atua na Nigéria desde 1996 e no estado de Borno desde 2014. Em Borno, nossas equipes médicas oferecem atendimento de urgência, cirurgia, tratamento para desnutrição, serviços de maternidade e pré-natal, vacinação, prevenção e tratamento de malária e outras doenças.

 

MSF usa cookies neste site para melhorar sua experiência.
Saiba mais na

Política de Privacidade. Aceitar