Você está aqui

5 vídeos de MSF mais assistidos em 2020

17/12/2020
Saiba quais foram os vídeos mais acessados em nosso canal do Youtube
5 vídeos de MSF mais assistidos em 2020

Médicos Sem Fronteiras (MSF) enfrentou grandes desafios em 2020. Além dos contextos de crise em que já trabalhavam, as equipes da organização tiveram de se adaptar rapidamente para auxiliar na resposta à pandemia de COVID-19 em dezenas de países. Ao longo do ano, o canal de MSF no Youtube publicou diversos vídeos que retratam diferentes cenários e atividades realizadas.

Assista aos cinco vídeos mais acessados em 2020:

1. O que são patentes?

Medicamentos são utilizados por milhões de pessoas todos os dias. Mas o acesso a eles ainda não é global, já que a maior parte da população ainda não consegue arcar com todos os custos que envolvem seu processo de desenvolvimento. Para saber mais, assista ao vídeo da série Desafios da Vacina:

2. Vigilância sanitária contra o Ebola

Para combater de forma eficiente a 11° epidemia de Ebola na República Democrática do Congo, foi preciso trabalhar junto com as comunidades. Assista ao vídeo para entender a importância das equipes de vigilância sanitária nesse desafio:

3. Não, não sou médica. Sou logística de suprimentos

MSF precisa de diversos profissionais de diferentes áreas para manter seus projetos ao redor do mundo. No primeiro episódio da série “Não, não sou médico”, Mina Kanashiro conta sobre sua função como logística de suprimentos. Veja:

4. Ninguém está seguro até que todos estejamos

A pandemia de COVID-19 não acabou. É responsabilidade de cada um tomar todas as medidas protetivas necessárias para manter todas as pessoas seguras. Assista:

5. Três anos do maior deslocamento de rohingyas para Bangladesh

Em agosto de 2017, centenas de milhares de pessoas da etnia rohingya foram forçadas a deixar suas casas após serem perseguidas por militares de Mianmar. A maioria dos rohingyas fugiu para Bangladesh e vive em condições precárias em acampamentos superlotados. Assista para entender melhor sobre esse contexto que já dura mais de 3 anos:


 

 

Leia mais sobre

MSF usa cookies neste site para melhorar sua experiência.
Saiba mais na

Política de Privacidade. Aceitar