Você está aqui

Na Ucrânia, MSF segue apoiando os pacientes com tuberculose em meio à pandemia

29/07/2020
Conheça a história de Svitlana, que se recupera da doença com apoio de nossa equipe
Na Ucrânia, MSF segue apoiando os pacientes com tuberculose em meio à pandemia

Foto: Hannah Whitcombe/MSF

Médicos sem Fronteiras (MSF) trabalha em parceria com o Ministério da Saúde da Ucrânia para fornecer tratamento eficaz para pessoas que sofrem de tuberculose resistente a medicamentos no Hospital de Zhytomyr. Por causa da pandemia de COVID-19, foi preciso adaptar nossa abordagem. Os medicamentos que anteriormente ficavam no hospital, agora são entregues em estruturas locais, mais próximas das residências dos pacientes e o apoio à saúde mental é fornecido principalmente por telefone.

Expandimos as atividades de conscientização para todos os nossos pacientes e profissionais, fornecendo informações sobre como se prevenir do vírus, e aumentamos as medidas de controle de infecção para nossas equipes no hospital.

Uma de nossas pacientes que fizeram tratamento na unidade é Svitlana, que foi diagnosticada com tuberculose em março, justamente quando começaram os primeiros casos de COVID-19. Em recuperação em sua casa, ela já se sente bem melhor. Confira o seu relato:

“Eu já estava em tratamento no hospital quando soube pela primeira vez sobre o novo coronavírus. A equipe médica me contou sobre a pandemia e que muitas pessoas estavam morrendo. Primeiramente, me senti em pânico, mas consegui lidar com essa informação graças ao psicólogo que me apoiou naquele momento.

Algumas semanas após o início da quarentena na Ucrânia, um teste confirmou que eu já não transmitia a tuberculose, então recebi alta do hospital e passei a ter atendimento ambulatorial, o que me deixou aliviada.

Meu marido e eu nos divorciamos enquanto eu estava fazendo o tratamento no hospital, mas logo depois também conheci meu novo namorado lá. Ele recebeu alta uma semana depois de mim e agora moramos juntos em minha casa na cidade de Chernyahiv, com três cães e um gato.

Por causa das medidas impostas pela quarentena, tentamos ficar em casa o máximo possível. Passo muito tempo trabalhando no meu jardim. Quando meu médico me liga, eu vou ao serviço de saúde perto de casa para pegar meus remédios. É bem perto daqui.

Não tenho nenhum apoio dos meus parentes, mas eu e meu namorado nos apoiamos. Também mantemos o espírito comunitário da época do hospital e eu tento ajudar as pessoas que precisam do meu apoio.

O psicólogo e os assistentes sociais me ligam regularmente. Eles sempre querem saber como me sinto e me dar algumas instruções. A equipe médica aqui em Chernyahiv também está sempre em contato.

Eu não tenho nenhum problema com meus medicamentos. Como me sinto bem, tento fazer exercícios matinais para ficar em forma. Às vezes, até corro.

Meu namorado e eu geralmente preparamos mingau ou cereal no café da manhã e tentamos comer apenas alimentos saudáveis. Também prestamos atenção a todas as medidas de prevenção ao coronavírus, incluindo lavagem das mãos, para evitar contaminação.

Queremos terminar nosso tratamento e ser saudáveis. Depois disso, queremos ter um lugar para iniciar a criação de galinhas. E nosso plano principal é se casar e ter filhos.

Meu lema pessoal é nunca desistir.”

Faça uma doação e apoie #MSFcontraCOVID19

Leia mais sobre

MSF usa cookies neste site para melhorar sua experiência.
Saiba mais na

Política de Privacidade. Aceitar