Você está aqui

MSF recebe autorização para trabalhar em áreas indígenas no Mato Grosso do Sul

24/08/2020
Ampliação das atividades deve beneficiar mais de 6.000 pessoas

Médicos Sem Fronteiras (MSF) recebeu autorização para ampliar sua resposta à COVID-19 às comunidades indígenas próximas ao município de Aquidauana, no estado do Mato Grosso do Sul. Um novo plano de trabalho apresentado às autoridades responsáveis pela saúde indígena foi aceito hoje pela SESAI (Secretaria Especial de Saúde Indígena). As atividades previstas por MSF devem beneficiar mais de 6 mil pessoas que vivem em 11 comunidades e levarão sempre em conta os aspectos culturais da etnia terena, que será atendida.

MSF irá trabalhar nas áreas indígenas sempre em conjunto com as equipes de saúde do município e do Distrito Sanitário Especial Indígena do Mato Grosso do Sul (DSEI-MS). O principal objetivo da organização de ajuda humanitária é oferecer assistência médica com foco na triagem de pacientes com COVID-19. Para isso, irá trabalhar com equipes móveis que visitarão as comunidades e realizarão também visitas domiciliares, com base na necessidade de cada aldeia e em coordenação com a equipe parceira.

No município de Aquidauana, MSF já apoia o hospital regional e as equipes de saúde locais com supervisão médica e capacitação. Agora, com a autorização para a entrada em comunidades indígenas, MSF pretende atuar também com três equipes móveis. Cada uma delas será formada por ao menos um médico e um enfermeiro e pode também contar com um psicólogo, um promotor de saúde e um especialista em água e saneamento, que se revezarão para atender as três equipes. Os profissionais se deslocarão diariamente a comunidades indígenas da região, de acordo com um cronograma previamente definido, para prestar cuidados médicos e fornecer orientações de saúde.

MSF entende a necessidade urgente de assistência nas áreas indígenas e está pronta para começar as atividades com as clínicas móveis o quanto antes.

Médicos Sem Fronteiras está trabalhando na resposta à COVID-19 em mais de 70 países. No Brasil, a organização começou o combate à pandemia no começo de abril. Além da região de Aquidauana, as atividades acontecem atualmente na cidade de São Paulo e em Boa Vista. Desde o início da pandemia, atuamos anteriormente também na cidade do Rio de Janeiro e no estado do Amazonas, em Manaus e nos municípios de São Gabriel da Cachoeira e Tefé.

 

Leia mais sobre

MSF usa cookies neste site para melhorar sua experiência.
Saiba mais na

Política de Privacidade. Aceitar